Notícias

Amaxofobia: Como perder o medo de dirigir?

Por Filtros Tecfil | 28 de agosto de 2020

Amaxofobia, acho que é essa a palavra que você está procurando. Esse é o nome clinico para quem tem medo irracional de dirigir. Ela é definida por psicólogos como “medo irracional de dirigir”, e é tratável como quaisquer outros tipos de fobias. 

É um medo muito comum, ele pode ser curado, mas para isso é necessário analisar uma série de fatores, tais como a origem desse medo. É importante saber que nossos medos, pelos mais bobos que sejam, eles tem uma causa e saber onde começou é essencial para eliminar a fobia de sua vida.

O que causa o medo de dirigir?

O medo extremo de dirigir é igual qualquer outra fobia. Segundo a Sociedade Interamericana de Hipnose (SIAH), a fobia pode ser definida como “um medo descontrolado, meio irracional e que surge mediante situações, objetos, pessoas ou lugares que nem sempre representam perigo iminente.”

Mas como a amaxofobia surge? Qualquer tipo de fobia surge como um conjunto de fatores, é possível que algumas pessoas tenham uma predisposição a ter esses transtornos. Alguns fatores genéticos podem contribuir também para o surgimento de fobias, pois são capazes de desregular as substâncias hormonais, o que influência nas respostas cerebrais.

Um dos motivos relacionados as causas das fobias são traumas no passado ou experiências negativas como um objeto ou evento. Muitos pensamentos, emoções e os principais sentimentos são transferidos de pais para filhos também. Tais informações, positivas ou não, ficam no subconsciente até que serem despertadas por um gatilho emocional.

não tenha medo de dirigir

Muitos dos medos adquiridos durante a infância são manifestados apenas na idade adulta. Assim, a fobia surge pela combinação de gatilhos específicos, os quais são influenciados pela instabilidade emocional típica da ansiedade.

Uma grande maioria dos casos estão relacionados à medos cujas influências podem ter relação com o histórico familiar. No caso da amaxofobia, pode ser uma lembrança de um acidente ou uma experiência desagradável relacionada a automóveis.

A fobia também pode ser causada por ansiedade, dirigir um automóvel requer responsabilidade sobre a vida de diversas pessoas. Quem é ansioso pode se sentir pressionado a respeito disso.

O medo de dirigir é classificado como Transtorno Fóbico Social, ou Transtorno de Ansiedade Social, o qual consiste no medo da exposição pública. Insegurança emocional, baixa autoestima e descontrole da ansiedade são, dentre tantas, as consequências resultantes do transtorno fóbico social.

As fobias devem ser diagnosticadas por psicólogos especialistas e todas devem ser levadas a sério. Os principais sintomas que caracterizam esses tipos de fobia são: 

  • angústia;
  • falta de ar;
  • depressão;
  • desespero;
  • dor no peito;
  • dor de barriga;
  • dor de estômago;
  • ataques de pânico;
  • medo descontrolado;
  • ansiedade excessiva;
  • dificuldade de raciocínio;
  • palidez ou face avermelhada;
  • tremores das mãos e dos pés;
  • necessidade irracional de fuga;
  • taquicardia (coração acelerado);
  • paralisação dos músculos das pernas.

A amaxofobia pode vir acompanhada de outros transtornos psicológicos, tais como Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), Ansiedade Generalizada, Fobia Social, Síndrome de Burnout e outros.

Como perder o medo de dirigir?

Para tratar as fobias, de maneira geral, é por meio de uma terapia. O medo de dirigir pode ser tratado, a Terapia Cognitivo Comportamental é uma maneira eficiente de tratamento. Ela é realizada por meio de técnicas de dessensibilização, exposição gradual ao medo e psicoeducação.

Para vencer o medo dirigir é importante procurar especialistas, pois eles tem os meios necessários de ajudar o condutor a vencer. Dependendo do nível de medo é possível vencê-lo sozinho, mas não há nada de errado em procurar a ajuda de um profissional.

Para combater o medo de dirigir é necessário compreendê-lo. Há pessoas que tem fobia de túneis, pontes ou rotas especificas. Também existem casos de pessoas que tem medo de levar um passageiro no carro ou de ser o passageiro no veículo.

Existem cursos especializados para pessoas que já são habilitadas mas precisam de ajuda, há também psicólogos que trabalham só com problemas relacionados ao trânsito. 

Dicas para perder o medo de dirigir

Ao procurar na internet é possível encontrar centenas de dicas espalhadas sobre como perder o medo de dirigir, mas quais são realmente válidas? Em alguns sites as informações são mais completas, em contrapartida, outros são bem superficiais, mas mesmo assim são válidas.

Pensando na pluralidade de conteúdos existentes na rede, fizemos uma curadoria completa de conteúdos. Reunimos as informações mais confiáveis dos melhores sites de psicologia e comportamento no trânsito.

Não pense

É estranho falar para alguém com amaxofobia para não pensar muito na hora de dirigir, mas é o que ela tem que fazer. Segundo os especialistas do blog de psicologia Terapia de Bolso, em momentos como esse é recomendado que o condutor não pense muito e tente controlar sua ansiedade.

O blog diz: “Seu mecanismo de defesa te sabotará para você se esquivar do processo de enfrentamento do medo, com pensamentos negativos e catastróficos para que assim você se boicote.”

Escolha bem seu companheiro

Um dos principais motivos das pessoas terem medo de dirigir é ser julgado por terceiros. É extremamente importante selecionar bem as pessoas que vão estar ao seu lado durante o processo de superação. 

É bom ter apoio de um amigo (a), namorada (o), marido, esposa, pais ou irmãos, desde que estejam juntos para ajudar. Os passageiros devem estar cientes de que o motorista está tentando superar sua fobia, então deve haver paciência.

perca o medo de dirigir

Planeje e treine

Para superar o medo tem que botar o pé no acelerador. Estabeleça uma rotina e planeje rotas, criar metas pessoais é extremamente importante. Escolha um dia com ruas menos movimentadas e saia, vá para o mercado perto de casa e vai, gradualmente, elevando a distância. 

Acredite em si

A autoconfiança deve ser trabalhada para auxiliar a superar esse desafio. No processo de tirar a carteira de motorista, mesmo se não conseguir de primeira, poderá tentar outra vez e tentar quantas vezes for necessário, até sentir-se seguro.

Tentar afastar pensamentos negativos é essencial, segundo o blog Terapia de Bolso, algumas atitudes podem fazer com que o motorista se sinta mais confortável. O blog diz para pensar em: 

  • Autonomia;
  • Na possibilidade de realizar viagens e passeios;
  • Na liberdade, em poder sair quando e como quiser;
  • Na qualidade de vida;
  • Em conseguir colocação em cargos ou concursos que exijam ou necessitem de CNH;
  • e em toda a satisfação que você adquirirá;
  • Poder levar filhos na escola lhes proporcionando orgulho.

Profissionais capacitados

As vezes pode ser necessário trocar a autoescola – em casos de quem está tirando a CNH –, ou procurar psicólogos para tratar o problema. A questão principal é que um profissional capacitado pode auxiliar a superar quaisquer desafios.

A diferença entre fobia e medo

O medo é algo natural do ser humano, é um mecanismo de defesa instintivo, ele faz parte do nosso instinto selvagem. Mas quem tem medo de dirigir tem amaxofobia? Não necessariamente.

Existe uma diferença entre medos e fobias. O medo normalmente não passa de um temor, uma hesitação ou níveis leves de pavor. Quando o medo entra em uma dimensão muito preocupante, ele se torna pavoroso e foge ao controle, o que faz com que ele evolua para fobia.

A fobia tem uma particularidade, o controle emocional. A dificuldade em lidar com as emoções envolvidas na situação faz com que as pessoas com fobias canalizem toda ansiedade para uma condição angustiante e que a torna frágil e insegura. Isso ocorre quando alguma circunstância do passado desperta os sentimentos negativos e alude às lembranças que causam as fobias.

Ou seja, é normal e natural sentir medo, mas quando esse medo toma grandes proporções, é necessário procurar ajuda profissional. Não existe fobias “bobas”, todas devem ser levadas a sério, pois são um problema comum. Segundo o SIAH, as principais fobias são: 

  • catastrofobia: medo de catástrofes e de mudanças ambientais;
  • escotofobia: medo de escuro que persiste após a infância;
  • hematofobia: medo de sangue, de injeções e de feridas;
  • fobia social: medo de pessoas e da exposição;
  • claustrofobia: medo de lugares fechados;
  • nictofobia: medo da noite ou do escuro;
  • glossofobia: medo de falar em público;
  • monofobia: medo de ficar sozinho;
  • catsaridafobia: medo de baratas;
  • aracnofobia: medo de aranhas;
  • odontofobia: medo de dentista;
  • cinofobia: medo de cachorros;
  • aicmofobia: medo de agulhas;
  • tanatofobia: medo da morte;
  • demofobia: medo de gente;
  • zoofobia: medo de animais;
  • acrofobia: medo de altura.

Onde encontrar ajuda?

Mas como eu encontro apoio para perder o medo de dirigir? É bem simples encontrar ajuda especializada para combater o medo de dirigir. Existem psicólogos especializados em trânsito ou cursos que ajudam a pessoa a perder o medo de dirigir.

Não tenha medo em procurar ajuda profissional, não há nada de errado nisso. Dirigir um automóvel pode ser sinônimo de liberdade e independência, por isso se você tem o sonho de dirigir, dirija.

  • Tags

Matérias relacionadas

Ir para página de notícias

Receba as novidades no seu e-mail